Você quer abrir um negócio, tem condições financeiras para investir, porém ainda não sabe o que quer vender? Produto ou serviço? Muitas são as dúvidas sobre o que é mais lucrativo ou, até mesmo, em qual deles o valor das tributações é menor. Mas você sabe a diferença entre produto e serviço?

Essa diferença pode ser explicada de diversas formas, porém há alguns fatores importantes que determinam a distinção. Uma delas já começa com o tipo de documento fiscal que cada um deve emitir, enquanto que para produto a NF-e é transmitida para a Secretaria da Fazenda estadual, para os serviços, usa-se a NFS-e, a qual é enviada para a prefeitura da cidade onde a empresa é registrada.

Uma forma bastante usual são os conceitos de que um produto é concreto, o consumidor pode tocá-lo, comprar e levar para a sua casa. Já um serviço é algo que se consome ou usufrui e se paga apenas por isso, como por exemplo, o serviço de lavação de carro, conserto de sapatos, etc.

Acompanhe a seguir algumas características que distinguem produto de serviço e fique bem informado caso queira abrir um negócio ou simplesmente reestruturar as atividades do seu empreendimento, assim você já pode especificar, alterar ou acrescentar suas atividades dentro do CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas).

Afinal, o que é produto e o que é serviço?

Existem alguns princípios que, segundo o especialista em marketing Hitesh Bhasin explanou em seu artigo publicado no site marketing91, diferem produto de serviço, olha só:

Propriedade – A propriedade nada mais é do que a transferência de posse, ou seja, você comprou um produto de uma determinada empresa, um par de tênis, por exemplo,  pagou e o levará para a sua casa. Já um serviço é diferente, você não comprará a propriedade, apenas pagará por utilizar a função que foi prestada pela empresa, por exemplo, levar o tênis ao sapateiro para um conserto.

Perecibilidade – Quer dizer que o produto precisa de espaço para armazenagem e também que precisa ser vendido para que não perca o prazo de validade, no caso de alimentos, e para que não se torne obsoleto, como por exemplo, produto de moda, uma blusa quando não vendida no período em que está na moda, vai acabar “encalhando” no estoque. Já para os serviços esse é um aspecto inexistente, pois não necessita de estoque.

Inseparabilidade – A inseparabilidade se dá pela conexão física entre o prestador de serviço com o serviço que é prestado e envolve o cliente nesse processo. Já o produto, pelo contrário, um fabricante não tem a presença do cliente no processo de produção do produto.

Esses são apenas algumas diferenças, há muitas outras também quando ao assunto são taxas, ou impostos, por isso é importante ficar de olho e pesquisar na hora de abrir uma empresa ou reestruturá-la.