O crescimento da empresa — seja ela pequena, média ou grande — necessariamente está atrelado ao sucesso de seu planejamento financeiro. Assim, quando o negócio consegue elaborar e executar seu plano financeiro de modo estratégico, passa a ter condições de avaliar novos investimentos, realizar pagamentos antecipadamente, cumprir com suas obrigações e se manter em dia com fornecedores, impostos e clientes, operando de forma saudável.

Quando se pensa em planejamento financeiro, a primeira coisa que normalmente vem à cabeça é o controle de fluxo de caixa, não é mesmo? Nesse contexto, é mais que óbvio que o valor das entradas deve ser maior do que o valor das saídas. E pronto. Pronto nada! Para se ter um planejamento financeiro realmente campeão, é preciso atentar-se a outros quesitos, como os que vamos apresentar a você agora mesmo. Então confira:

Defina os objetivos financeiros do negócio

Toda empresa ou profissional autônomo deve ter objetivos financeiros claros para seu empreendimento — relacionados a metas de faturamento, aumento de mercado, margem de lucro, rentabilidade e assim por diante. Com essas metas financeiras devidamente definidas, já fica muito mais fácil encontrar caminhos para atingi-las de maneira satisfatória e rápida, contribuindo para o crescimento do negócio.

Conheça o ciclo operacional da empresa

O ciclo operacional é o tempo levado da fabricação de um produto até o recebimento do valor obtido por sua venda. Ou pode ser também o tempo decorrido da concepção de um serviço até o recebimento por sua efetiva prestação. Se sua empresa vende a prazo, por exemplo, determinar períodos fixos — como de 30 dias — pode contribuir para que você faça seu planejamento de forma adequada e garanta o capital de giro necessário para manter os negócios até que comece a receber dos clientes.

Considere prazos curtos, médios e longos

É preciso pensar na perpetuidade do negócio, ou seja, ter uma visão de futuro para qualquer que seja a empresa. Sendo assim, faça o planejamento financeiro da sua empresa considerando os diferentes prazos, ou seja, pense como quer ver seu negócio daqui a 1, 5 e 10 anos, sob o ponto de vista financeiro. Com essa ideia em mente, você traça objetivos e metas com mais qualidade e segurança, garantindo que o desejo de crescimento não fique apenas no papel, mas se torne realidade.

Cuide bem do seu orçamento

Ter um orçamento fixo por mês ajuda a controlar os gastos da empresa e contribui para um planejamento financeiro muito mais eficaz. Afinal, não é porque você tem dinheiro no banco que deve sair gastando tudo em um mês só, pois futuramente pode vir a faltar. Por isso, mantenha-se atento ao orçamento estipulado, não gastando nada a mais que o necessário, para manter a operação com qualidade. Como ter uma reserva para emergências também é fundamental para não comprometer seu orçamento em caso de necessidades, planeje-se para formar essa reserva mensalmente.

Dispense uma atenção especial aos prazos

Tanto prazos de recebimento quanto prazos de pagamento são informações que regulam seu fluxo de caixa e a operacionalidade da empresa. Se seus clientes atrasam os pagamentos para você, você atrasa para os fornecedores transformando a situação em uma verdadeira avalanche. Para evitar esse tipo de desastre, faça o controle de seus pagamentos, reduzindo juros e taxas por atraso, e invista em um sistema de cobranças eficaz, que faça o resgate dos clientes inadimplentes.

Mantenha seu estoque enxuto

O conceito de lean manufacturing leva em consideração a manutenção de estoques mínimos, que permitam uma produção constante, mas sem comprometer em demasia o capital de giro da empresa. Dessa forma, negocie entregas mais frequentes com seus fornecedores e mantenha seus estoques no mínimo aceitável para não sofrer com paradas de produção, afinal, estoque parado é dinheiro que não rende.

Pois agora que você já sabe como elaborar um planejamento financeiro campeão